Morre o pai do 'copiar e colar' (o CTRL C, CTRL V )

Cientista da computação viveu até os 74 anos e já trabalhou na Apple


Por Márcio Fagundes em 26/02/2020 às 16:03 hs

Morre o pai do 'copiar e colar' (o CTRL C, CTRL V )
Larry Tesler, criador do “ctrl c + ctrl v”

Larry Tesler, o cientista da computação responsável por um dos maiores atalhos já criados no computador, morreuno último dia 17 de fevereiro aos 74 anos. Ele foi o criador das funções "recortar, copiar e colar", mais conhecido como "Ctrl+X", "Ctrl+V" e "Ctrl+C". A notícia apareceu em diversos sites americanos, mas causa da morte do cientista não foi revelada.

Larry era conhecido por tornar programas de computadores e interfaces mais acessíveis aos usuários, e defendia que softwares deveriam ter uma base comum de comandos, uma operação em comum para todos que daria o mesmo resultado. Não é a toa que uma das funções mais usadas hoje na internet é criação dele, além de outras contribuições fundamentais para produção de textos no PC.

O cientista trabalhou em grandes companhias relacionadas à tecnologia como Apple, Amazon Yahoo e Xerox. Em sua carreira, Larry chegou a ser cientista-chefe da Apple, trabalhando por 17 anos na empresa. Ele ajudou na fundação da ARM, fabricante de chips que fornece seus produtos para diversas marcas do mundo hoje.

Sua outra grande contribuição para a Era da tecnologia foi o desenvolvimento da primeira interface baseada em movimentos do mouse enquanto estava trabalhando na Xerox. De qualquer forma, ainda conheceremos Larry Tesler como o grande cientista que teve a ideia do primeiro programa processador de texto com as funções de remover, replicar e reposicionar.

A história dos comandos 'Copiar', 'Cortar' e 'Colar

A ideia dos comandos surgiu quando Tesler ainda trabalhava na Xerox, com o processador de texto Gipsy. No entanto, a função só se tornou realidade a partir de 1983, no Apple Lisa, e sem seu sucessor, o Macintosh, em 1984. Isso porque a Apple associou a função a uma combinação de teclas. Ao copiar um arquivo, documento ou trecho de texto, o conteúdo fica guardado na área de transferência do sistema operacional, local para armazenamento de pequenas quantidades de dados. Ele fica lá até ser "colado" em outro destino ou até o usuário copiar outro arquivo e substituí-lo.

Esse conceito revolucionou os sistemas de computação, pois passou a permitir maior agilidade ao lidar com documentos. Atualmente, é possível, inclusive, copiar, cortar e colar imagens e atalhos de aplicativos no computador. Em essência, cada um dos três comandos pode ser executado tanto pela caixa de ações do mouse quanto pelos atalhos no teclado, além de outras opções que surgem em alguns programas. É possível usar os comandos até mesmo no celular. A seguir, entenda melhor como funciona cada comando.

Copiar (CTRL + C ou Command + C): basta selecionar o trecho de texto que deseja copiar, a imagem ou o ícone e ele é lançado para a área de transferência do computador. Ao executar esse comando, o item não é cortado ou excluído, apenas duplicado. A cópia ficará salva na área de transferência até que outro item seja copiado.

Cortar (CRTL + X ou Command +X): a opção cortar vai excluir o arquivo de origem e mantê-lo na área de transferência para que seja copiado para outro local. De acordo com o Suporte da Apple, basta usar Command + X no teclado para utilizá-lo. Já no Windows, o comando é CTRL + X.

Colar (CTRL + V ou Command + V): a opção colar finaliza o ciclo de copiar ou cortar. Ela utiliza o primeiro item na área de transferência e cola o arquivo no local desejado. A diferença é que, ao copiar um conteúdo, uma nova verão dele é colada. Já se o usuário cortar o item, estará movendo-o para outro lugar.



Deixe seu Comentário

Veja Mais


 topo

Seja visto por centenas de pessoas diariamente

Cadastre-se agora mesmo em nosso guia comercial, conheça agora mesmo nossos planos !